O maior tesouro de todos

O maior tesouro de todos

Deus nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu filho Jesus amado, em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados. Jesus é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste. Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia. Pois foi do agrado de Deus que nele habitasse toda a plenitude, e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão no céu, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz (Colossenses 1:13-20). Existe alguma coisa no mundo mais importante do que Jesus?

 

Na teoria minha mente diz que não. Não existe maior tesouro que ser amigo de Jesus. Mas na prática confesso que não é fácil colocá-lo entre as minhas prioridades. Jesus, o incomparável Deus amoroso, deseja se relacionar comigo, me dar refúgio embaixo de suas asas, me abençoar e me dar da sua preciosa paz. Mas minha pequena fé e a recorrente ilusão de que, em algum momento, eu posso ter algum controle sobre a minha vida, me impedem de desfrutar com mais intensidade os privilégios de me sentir amado e cuidado pelo Deus do universo.  Não ter a verdadeira percepção do que representa Jesus, me faz “não ter tempo” para Ele. E quem sai perdendo?