O céu pode esperar!

O céu pode esperar!

O Céu, pode esperar! Preciso de tempo aqui na terra para desfrutar das coisas boas que Deus me deu. Não serei mau educado com o altíssimo rejeitando as suas bênçãos. Aqui na terra Ele me deu saúde, vitória e honra. Ir para o céu agora seria deixar todas essas bênçãos para trás. E tem mais, se o Céu já está garantido mesmo, a eternidade pode esperar eu aproveitar tudo o que o Pai celeste tem me proporcionado.

Tento me enganar racionalizando dessa forma. De propósito, esqueço que as promessas de saúde, vitória e honra aqui na terra foram prometidas pelo diabo quando tentou Jesus. Aos que queriam segui-lo, o Messias disse: “Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo”. Tem mais: “Se alguém vier a mim, e não aborrecer (amar menos) ….a sua própria vida, não pode ser meu discípulo”.

No fundo do meu coração eu desejo que alguém, por favor, me diga que, no texto original, em grego, Jesus não quis dizer exatamente isso. Pelo que entendi, Ele expôs duas condições sine qua non. Em outras palavras: sem a renúncia aqui na terra não haverá céu.

Diante disso, posso escolher me aproximar cada vez mais de Jesus para que Ele me revele o supremo valor das coisas celestiais. Dessa forma, por meio da sabedoria dada pelo Espírito Santo, poderei aprender a cultivar uma vida simples e equilibrada aqui na terra enquanto acumulo minha poupança no céu.

Ou posso simplesmente ignorar as palavras de Jesus a fim de aproveitar as “bênçãos” recebidas que me seduzem e me prendem aqui na terra. É como disse C. S. Lewis: A prosperidade “amarra” qualquer pessoa ao mundo. Ela passa a sentir que está “encontrando o seu lugar no mundo”, enquanto, na verdade, o mundo é que está encontrando seu lugar na pessoa.

Mauro Gomes

Aprendiz de servo inútil

Responder

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>